Como usar a tabela de produtividade na construção civil?

 em Uncategorized

O bom andamento das obras é essencial para atingir o sucesso. Com um nível adequado de trabalho, é possível cumprir os prazos do projeto e obter o melhor gerenciamento de recursos. Nesse sentido, vale usar a tabela de produtividade na construção civil.

Com esse recurso, fica mais fácil controlar e acompanhar o desempenho. Inclusive, é algo que ajuda a tomar decisões melhores e voltadas para o que é importante. Na sequência, veja algumas dicas para usar a tabela de produtividade na construção civil!

Por que e como medir a produtividade?

Acompanhar o nível produtivo é fundamental para compreender melhor o funcionamento da obra e a execução do projeto. É por meio dessa verificação que a gestão consegue entender quais são os pontos críticos e ainda pode estimar o tempo necessário para cumprir certas tarefas.

Também é algo ligado ao cronograma de realização. Por meio do controle desse índice, aumentam as chances de que os prazos sejam cumpridos conforme o previsto.

A medição vai muito além do comparativo entre o tempo e a quantidade de resultados. É preciso levar em consideração diversos aspectos, como:

  • disponibilidade e qualidade dos materiais;
  • capacitação e rotatividade da mão de obra;
  • layout do canteiro de obras;
  • necessidade de retrabalhos;
  • desempenho de equipamentos externos e assim por diante.

Então, o cálculo do índice tem que considerar todos esses fatores, inclusive, para que se possa entender quais são as possibilidades de melhoria.

Como usar a tabela de produtividade na construção civil?

Um jeito de compilar essas informações e de otimizar o acompanhamento é adotando planilhas. Ao estruturar os dados, fica mais fácil acompanhar como anda o desempenho das obras.

A tabela de produtividade na construção civil deve incluir o número de horas trabalhadas, os profissionais utilizados e os números obtidos. Além disso, vale pontuar quais aspectos influenciaram nos resultados, como a existência de algum retrabalho, por exemplo.

Esses dados podem ser comparados de forma evolutiva, ou seja, conforme ocorre o desenvolvimento. Também são confrontados com projetos anteriores e até com valores médios de mercado.

As Tabelas de Composições de Preços para Orçamento (TCPO), por exemplo, apresentam a composição de preços para vários serviços. Como o cálculo envolve números de horas e demanda de trabalho, é possível comparar a sua planilha com esses números. Por meio do benchmarking, pode-se identificar se a obra é ou não produtiva.

Por que é importante fazer diagnósticos regulares?

A produtividade não se dá de maneira totalmente homogênea. Dependendo da etapa da obra e das diversas necessidades, há flutuações no nível produtivo e na entrega de resultados. Portanto, o uso da tabela de produtividade na construção civil tem que acontecer em mais de uma oportunidade.

O ideal é realizar um acompanhamento com diagnósticos regulares. Há a chance de verificar o andamento diário, bem como em cada semana ou nas etapas individuais de realização. Esse processo garante que o cronograma seja atendido da melhor maneira, o que evita atrasos, perdas e gastos em excesso.

A tabela de produtividade na construção civil é uma ferramenta muito importante para conseguir resultados otimizados. Com esse recurso, é possível garantir o melhor desempenho para a obra, o que favorece o cumprimento do cronograma.

Para potencializar essa ferramenta, a tecnologia é interessante. Por isso, aproveite para ver como o investimento em tecnologia se relaciona com a produtividade da área.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

novas tecnologias na construção civiladministração de escritórios de arquitetura e engenharia
Contato por WhatsApp