Dicas para contratar um projeto de arquitetura ou engenharia

 em Uncategorized

Uma das etapas mais importantes do empreendimento é a fase de projeto e como é difícil se entender nesta etapa! Atrasos nas entregas, projetos incompatíveis, alterações de projetos durante o processo, profissional que não atende ao telefone e entre outras situações. A maioria destes problemas podem ser previstos ou pelo menos responsabilizados na hora da contratação, então vamos lá:

 

Encontre pelo menos 3 escritórios que possam te atender

Mesmo que você já tenha seu profissional de confiança, é saudável para ele e a construtora que existam outras opções. Isso fará com que o arquiteto ou engenheiro sempre se esforcem ao máximo e não se acomodem durante o processo. Ter uma comparação de preço também vai te deixar tranquilo de que você está pagando um valor justo.

 

Comparação de preços e escopos

Na minha opinião, a maior dificuldade na hora de comparar um serviço técnico de diferentes profissionais é entender se as propostas de trabalho contêm os mesmos itens. Vários deles normalmente não são especificados e podem gerar comparações desproporcionais sobre os profissionais. Estabelecer e enviar os itens que você precisa, ajuda muito nesta etapa.

 

Verifique se o profissional está acostumado com o perfil do seu empreendimento

“O arquiteto ou engenheiro fizeram as maiores obras da cidade. Vão resolver o meu problema”. Algumas vezes isso pode não dar certo. Um escritório que está acostumado a trabalhar com obras de alto padrão, muitas vezes tem dificuldade de trabalhar em um empreendimento Minha Casa Minha Vida, em que o custo é o mais importante, e o contrário também acontece. Um profissional que está acostumado com o padrão da sua obra, vai facilitar muito a sua vida.

 

Defina os marcos que encerram cada etapa do projeto

Muitas vezes o arquiteto ou engenheiro acredita que finalizou uma etapa do projeto, mas o construtor considera que está faltando alguma coisa e se sente no direito de fazer alterações. Definir no escopo e no contrato exatamente o que será entregue na etapa de estudo, pré-projeto legal, projeto legal, pré-projeto executivo e projeto executivo, ajuda a evitar conflitos nesta etapa.

 

Atrele os pagamentos às entregas

É tentador parcelar o projeto em 10 ou 15 vezes. As parcelas acabam ficando pequenas e para o arquiteto ou engenheiro ajudam a ajustar o fluxo de caixa do escritório. Mas, infelizmente os projetos às vezes atrasam, dependem de documentos da prefeitura e dos cartórios e acaba ocorrendo que temos 20% do projeto executado e 80% do pagamento realizado, isso deixa os envolvidos incomodados: os profissionais que podem dar preferência para outros projetos por causa dos seus fluxos de caixa, ou a construtora, que pode achar que o arquiteto ou engenheiro está fazendo “corpo mole”. Pagamentos conforme as entregas comprometem as duas partes a andar com o projeto.

 

O combinado não custa caro

Visitas durante a obra, alterações de projeto, quantidade de reuniões presenciais, qualidade mínima para aceitação do projeto, lista de materiais para compra ou para orçamento, datas, são itens que geram custos para os arquitetos e engenheiros e acabam gerando diversos conflitos. Combinar e deixar em contrato cada um destes itens, ajuda a fase do projeto acontecer de forma adequada para todos.

E aí, quais problemas que vocês já tiveram e podem ser prevenidos na fase da contratação? Compartilhe com a gente e acompanhe nossas redes sociais!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

tecnologia e produtividade na construção civilestudo de viabilidade
Contato por WhatsApp